Cursos específicos para BACEN e CVM contato@macetesparaconcursos.com.br
Av. Brig. Faria Lima, 1.461 - 4o Andar - São Paulo/SP

 

Reestruturação vs. Concurso
e
SELIC: Governo vs. BCB

Quatro assuntos: 

 

1) Reestruturação vs. Concurso

2) Queda de braço pela SELIC:   Governo vs. BCB

3) O que mudou de nossa última publicação (18-abril-2022) até hoje (05-março-2023)?

4) Proposta de nível superior para o cargo de Técnico do BCB

 

Prezados alunos(as) do Curso MACETES e demais seguidores(as), realizamos esta publicação nas quatro partes acima apontadas. Novamente, reiteramos nossa postura de publicações:

  • “Somente publicar se houver algo de palpável para publicar” ou, ainda;
  • “Mediante considerável quantidade de solicitações por parte de nossos alunos e público em geral”.

Desta vez, o motivo que nos move a publicar é a demanda por informações... Sobre isso, prezados(as), tudo o que sabemos são as informações já divulgadas pelo SINAL – Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Banco Central do Brasil – em reunião realizada no dia 28-fevereiro-2023 cujas pautas foram a reestruturação da carreira e reajuste salarial de 13,5%, percentual proposto pelo Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado. Não obstante, pelo que fomos informados, o Governo deverá conceder algo entre 9% e 10% por estes dias.

 


Reestruturação ou Concurso?

O Sindicato.       A principal demanda do sindicato foi pela reestruturação e, subsidiariamente, caso houvesse algum saldo orçamentário, por novas contratações (concurso)... Há de se concordar que é o que faz mais sentido; primeiro a reestruturação para, após, contratar.

O BACEN.            Indo no sentido oposto, o BACEN, por meio das demandas de suas diretorias, cobra do Ministério do Planejamento a realização do concurso – antes ainda – da reestruturação! O que motiva é a real e crescente necessidade de pessoal em várias diretorias (notadamente nas das áreas de Supervisão, Economia e TI).

Sobre o desenrolar dessas duas demandas, será necessário aguardar findar este março-2023 pois o Governo deverá se manifestar acerca dos pleitos da categoria e, a depender de variáveis como i) reajuste salarial; ii) reestruturação da carreira e, principalmente, iii) orçamento suficiente decidir se, além de reajuste e reestruturação, concede a autorização para o concurso.

Nós do Curso MACETES, julgamos prematuro e irresponsável emitirmos uma opinião antes de terminar este março-2023 sobre se “sai ou não sai” esse concurso ainda em 2023. Sobre isso, publicaremos novamente em 31-março-2023. (Não! Não vamos publicar em primeiro de abril!) Neste momento, nem o Banco, nem o Sindicato e nem mesmo o Governo tem uma definição. Pelo que nos foi declarado, NÃO é possível ainda descartar o concurso ainda neste 2023. Vamos aguardar o final do mês.

 



SELIC:   Governo vs. BCB

Como é de conhecimento de todos, o atual Governo cobra do BACEN a redução da taxa SELIC como uma das ferramentas de gestão pública e fomento da atividade econômica. O BACEN, após a autonomia conquistada em 2021 sob a gestão B0ls0nar0, possui a prerrogativa de acatar ou não decisões de cunho meramente político e que estejam em divergência técnica com as medidas necessárias para manter o equilíbrio da inflação e garantir a estabilidade da economia de forma geral. Em virtude disso, o presidente do BACEN, Roberto Campos Neto, mostrou-se firme e negou a redução da taxa SELIC.

Uma redução da taxa de juros, conforme o Governo deseja, sem antes ter sido implementada uma reforma fiscal acabaria por promover uma espiral inflacionária e até uma estagflação. A atual gestão do Governo possui um viés totalmente Keynesiano a respeito da condução da política econômica; é uma gestão que empunha a bandeira social antes de mais nada. O enorme problema dessa visão é que uma artificial melhoria no nível de renda e emprego no curtíssimo prazo alavancado por uma redução na taxa SELIC desencadearia efeitos catastróficos no médio prazo. Ou seja, promover um benefício instantâneo agora (de 2023 a 2024) sob pena de um desastre no médio prazo (2027 em diante) talvez não seja o melhor para a população como um todo, principalmente para as camadas mais pobres, sem falar nas mais miseráveis.

Caros(as) alunos(as), o Curso MACETES não possui viés político e se atém tão somente e realizar comentários técnicos sobre os diferentes vieses econômicos e se pautar em experiências semelhantes já vistas na Rússia, China, Argentina, Chile, Venezuela, Brasil, dentre muitos outros.

Para os mais novos que não tiveram o ‘privilégio’ de terem vivido nos anos 70-80 onde os preços nos supermercados eram reajustados a cada manhã, a cada tarde e a cada noite, quando ocorria escassez de produtos nos supermercados por conta da regulação do Estado e quando, por várias vezes, ocorreram os ‘cortes de zeros’ em nossa moeda não talvez não compreendam bem o que significa descontrole inflacionário. Sinceramente, que jamais descubram!

Politicamente, cogita-se haver um crescente clima de desconforto entre o Governo e o BCB.

Como o presidente do BCB, Roberto Campos Neto, graças a autonomia conquistada pelo Banco Central, mostrou-se firme em manter a taxa SELIC em 13,75% até o final do ano, acredita-se que o clima entre Governo e BCB se manterá até o final do mandato de Campos Neto em 31-dezembro-2024 quando o Governo poderá indicar alguém de sua linha de pensamento para assumir a presidência da autarquia.

Cogita-se, no final do ano, em uma redução de 25 pontos percentuais (diminuir 0,25%) a SELIC a depender do andamento da economia.

Diminuir a taxa de juros todos queremos. Nós, vocês, o Governo e até o BCB. Os pobres, o empresariado...  mas é prudente que se faça após terem as medidas necessárias sido implementadas.

Será que eu (eu, você aluno(a)) vou precisar entende disso tudo para passar na prova?
Sim, prezado(a), certamente sim. Trata-se de economia básica e que consta no edital.

 

 

 

O que mudou de nossa última publicação para hoje?

Publicamos uma expectativa em caso de cada um dos candidatos vencer com base nas opiniões que buscamos com dois parlamentares, todos os meses, e que coincidiram lá em abril de 2022. Naquele tempo, a SELIC estava em 11,75% a.a. e acreditava-se numa desaceleração. O que ninguém levou em consideração no cômputo das opiniões foi que a atual gestão de fato venceria e que, fosse exigir a redução da taxa SELIC e ter seu pedido negado.

No mais, tudo permanece igual ou pior; a necessidade por novos servidores só cresceu de lá  para cá, as necessidades do BCB apenas cresceram mais do que proporcionalmente com o COAF, as regulações sobre novos meios de pagamentos, sobre as ‘techs’ financeiras, de crédito, de criptos, sem falar na modernização objetivada pelo BCB no tocante à tecnologia da informação.

Mas e o Or$$amento?

O orçamento para o executivo federal existe. Contudo, há demandas diversas. Receita Federal, BACEN, BNDES, STN, ..., ..., ..., afora o que já veio antes. A decisão pela destinação dos recursos está hoje nas mãos do Ministério do Planejamento e é feita segundos critérios de necessidade e interesses...

 

Proposta de nível superior para o cargo de Técnico do BCB

É isso aí! Propõe-se que o cargo de técnico do BACEN passe a exigir nível superior. Nenhuma surpresa sobre isso mas agora a intenção, e esforço, está declarada.

O Curso MACETES oferece preparação de alto nível para o cargo de Analista do BCB mas não para técnico. Prezado(a) candidato a técnico do BCB, tendo em vista a disparidade de ganhos entre técnicos e analistas e o nível elevado da prova de técnico, não valeria a pena reconsiderar e prestar para analista? Sim. Isso foi uma propaganda de nosso Curso!

 

Bem, publicaremos novamente em 31-março-2023.

 

São Paulo, 05 de março de 2023.

 

Curso MACETES

 

 

 

P.S.: Agradecemos ao amigo Sergio Belsito (BCB/Rio) pela atenção costumeira.